Última hora

Última hora

Prisão preventiva para Steven Wright

Em leitura:

Prisão preventiva para Steven Wright

Tamanho do texto Aa Aa

O presumível assassino das cinco jovens prostitutas de Ipswich compareceu esta manhã perante o juiz, no tribunal da cidade. É a segunda vez que o homem sobre o qual recaiem as suspeitas comparece em tribunal. O juiz confirmou a sua prisão preventiva até ao dia 1 de Maio, altura em que voltará para que a justiça se pronuncie sobre a sua culpabilidade.

Durante os dez minutos que durou a audiência, o suspeito falou apenas para confirmar a sua identidade. Chama-se Steven Wright, tem 48 anos, vivia no bairro frequentado pelas prostitutas, trabalhava como condutor de empilhadora no porto de Felixstowe e foi durante vários anos funcionário do navio de cruzeiro Queen Elizabeth II.

Tania Nicol, Gemma Adams, Anneli Alderton, Paula Clennell e Annette Nicholls, as jovens mortas entre finais de Novembro e princípio de Dezembro conheciam-se todas e prostituiam-se em Ipswich para poderem comprar droga. O desaparecimento e a descoberta dos seus corpos mergulhou a região de Ipswich no sudeste de Inglaterra num clima de verdadeira psicose.