Última hora

Última hora

Silêncio responde ao atentado da ETA.

Em leitura:

Silêncio responde ao atentado da ETA.

Tamanho do texto Aa Aa

Sob a pressão das ruas e da oposição, o governo de Madrid declara terminado o processo de paz com o grupo terrorista basco, ETA. Esta terça-feira, em várias cidades espanholas, cumpriram-se minutos de silêncio contra os actos terroristas da ETA. A oposição pediu várias vezes ao primeiro-ministro que anunciasse o fim do processo de paz, mas não foi Zapatero, mas sim o ministro do Interior, Alfredo Perez Rubalcaba, quem, ao fim do dia confirmava em conferência de Imprensa: “O processo de paz está rompido, liquidado, acabado..”

O ministro fez o ponto da situação da investigação, explicando que foram já removidas duas mil toneladas de escombros, mas a viatura onde estavam colocados os explosivos não foi encontrada, assim como não foi encontrada a viatura dos dois cidadãos equatorianos que ainda estão desaparecidos. A polícia identificou o veículo que transportou a bomba e confirmou que o seu proprietário esteve sequestrado durante três dias.

Foram ainda identificados a cabine de telefone pública de San Sebastian e o telemóvel de onde foram feitas as duas chamadas telefónicas de alerta para a bomba. Os investigadores estão a visionar todas as imagens recolhidas pelas câmaras de segurança do aeroporto e sabem já que a carrinha utilizada no atentado entrou no parque de estacionamento na véspera.