Última hora

Última hora

Eslovenos têm 15 dias para se adaptarem ao euro

Em leitura:

Eslovenos têm 15 dias para se adaptarem ao euro

Tamanho do texto Aa Aa

Ano Novo, vida nova! O ditado popular não podia ser mais adaptado à Eslovénia, que se tornou, na segunda-feira, o décimo terceiro país da zona euro. Os eslovenos parecem estar a adaptar-se bem à nova moeda, até porque até ao próximo dia 15 haverá dupla circulação. Os pagamentos são feitos em tolares, o troco é dado em euros.

Esta situação poderá, no entanto, vir a gerar alguns problemas como referiu Cvetka Selsek, do banco SKB, porque poderá não haver moedas de euros suficientes em circulação para todos os pagamentos. A ex-república jugoslava é a primeira dos 10 mais recentes Estados da União Europeia, que aderiram em 2004, a adoptar a moeda única. Um euro vale 239,54 tolares.

Depois da Grécia, que substituiu a dracma pelo euro em 2001, a Eslovénia protagoniza o segundo alargamento da Zona Euro, que foi fundada há oito anos, a 01 de Janeiro de 1999 por 11 países da UE, entre os quais Portugal.

A Zona Euro foi efectivamente criada no início de 1999, com a criação do Banco Central Europeu (BCE) e a aprovação de paridades fixas da divisa única face às moedas nacionais dos 11 países fundadores, mas as notas e moedas do euro apenas foram colocadas em circulação a 01 de Janeiro de 2002, três anos depois.