Última hora

Última hora

Governo francês assegura casas aos sem abrigo

Em leitura:

Governo francês assegura casas aos sem abrigo

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de Paris, as tendas dos “Filhos de D. Quixote” estendem-se por todas as grandes cidades francesas. Uma acção de reivindicação de casas para os sem abrigo que domina a agenda política, em França, neste princípio de ano.

O presidente Jacques Chirac foi forçado a abordar o assunto na mensagem de Ano Novo e, esta tarde, o primeiro-ministro, Dominique de Villepin, comprometeu-se a lançar as bases de um direito à habitação num projecto de lei que deverá ser apresentado em conselho de ministros já no dia 17 Janeiro.

De Villepin disse em conferência de imprensa que “esta realidade é indigna de uma democracia como a francesa.”

Quem anunciou as medidas a adoptar foi o ministro da Coesão Social, Jean-Louis Borloo que aifirmou que “o Estado garantirá globalmente o direito à habitação como já garante o direito à educação.”

Os sem abrigo reclamam o direito a poderem alojar-se nas casas fechadas ou abandonadas. Ou pelo menos, para já, em tendas.

“Está bem. Assim vamos poder abrigar-nos… esta noite pelo menos, teremos um tecto… ao abrigo da chuva, afirma um jovem.

“Que todos os apartamentos que estão livres, os hotéis, que sejam restaurados, não pedimos grande coisa, dormir confortáveis, simplesmente…”, solicita outro.

O objectivo é que a lei tenha o mesmo impacto e aplicação que a escolaridade obrigatória e o direito à saúde.

Mas se o poder político enfrenta a questão a quatro meses das eleições presidenciais, as respostas não serão imediatas. Em pleno a lei terá efeitos visíveis lá para 2012.