Última hora

Última hora

Governo investiga filmagem da execução de Saddam Hussein

Em leitura:

Governo investiga filmagem da execução de Saddam Hussein

Tamanho do texto Aa Aa

A forma como decorreu a execução de Saddam Hussein continua a originar polémica no Iraque. O governo de Bagdade está a investigar as condições em que decorreu o enforcamento do ex-presidente iraquiano, nomeadamente a filmagem não autorizada difundida na internet e os gritos de vingança de alguns partidários de Moktada al-Sadr.

Ontem, o magistrado Munkith al-Faroon, cujos apelos à calma são ouvidos na gravação, acusou um alto responsável da segurança iraquiana de ter filmado a execução, mas a informação acabou por ser desmentida.

Os Estados Unidos descartaram também qualquer envolvimento no sucedido.

O Major-General William Caldwell disse mesmo que o exército norte-americano teria conduzido a execução de forma diferente.

Entretanto, esta quinta-feira poderão ser executados os outros dois condenados no processo do massacre de Dujail.

O meio-irmão de Saddam, Barzan al-Tikriti e o antigo juiz Awad al-Bandar estão no corredor da morte, enquanto o governo iraquiano não define uma data para a execução.

Esta quarta-feira, tal como em dias anteriores, em Ouja, nas imediações de Tikrit, centenas de pessoas homenagearam o antigo presidente iraquiano.

Do local onde está sepultado, as manifestações de apoio estenderam-se a Falujah, onde Saddam Hussein foi recordado como um herói e mártir do Iraque.