Última hora

Última hora

EUA dão 40 milhões de dólares para a Somália

Em leitura:

EUA dão 40 milhões de dólares para a Somália

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos vão disponibilizar 40 milhões de dólares para assistência humanitária e desenvolvimento económico na Somália. A notícia surge depois da reunião de urgência entre organizações africanas e a União Europeia, pedida pelas autoridades norte-americanas. O encontro realiza-se em Nairobi, no Quénia, no dia em que o Grupo de Contacto, que centra as negociações, pediu o envio urgente de uma força internacional de manutenção da paz.

Jendayi Frazer, representante norte-americana para os assuntos africanos diz que agora o importante é estabilizar o país.

Nesta altura, o Quénia tem a fronteira fechada com a Somália e as forças governamentais etíopes colaboram com as tropas somalis na expulsão dos islamitas.

Segundo dados do Grupo de Contacto para a Somália serão precisos perto de 8 mil soldados para uma futura força de manutenção, um número que pode ser difícil de alcançar.

O primeiro-ministro Mohamed Gedi garante que “já não há confrontos, que as forças aliadas do governo conseguiram esmagar os inimigos e que tudo está calmo”.

Mas não é bem assim, já esta noite a AFP garante que no sul do território os radicais dos tribunais islâmicos estão a ser cercados e atacados. Mas um comandante da polícia queniana disse sob anonimato que alguns camiões e veículos todo-o-terreno internacionais acabaram em chamas na Somália, junto â fronteira com a Etiópia.