Última hora

Última hora

Demissão do Arcebispo de Varsóvia divide Polónia

Em leitura:

Demissão do Arcebispo de Varsóvia divide Polónia

Tamanho do texto Aa Aa

As reacções na Polónia à demissão do Arcebispo de Varsóvia são opostas e chegaram mesmo a provocar confrontos entre apoiantes de Stanislaw Wielgus e contestatários do antigo espião. Quem quer Wielgus como arcebispo, alinha em dois argumentos. Uns consideram, como um crente entrevistado pelos jornalistas, que tudo não passa de um complô judeu contra os católicos.

Outros usam o mesmo argumento apresentado pelo porta-voz do Vaticano, ou seja, que se trata de uma vingança dos comunistas que em tempos perseguiram a igreja católica. Mas há quem concorde com a demissão do Arcebispo. Um habitante de Varsóvia afirma que “Wielgus sucumbiu ao poder do diabo”. Uma outra polaca considera que “a verdade finalmente ganhou”.

O porta-voz do Vaticano, apesar de considerar que se trata de uma vingança contra a Igreja, apoia a demissão de Wielgus pois o caso não só criou desorientação na sociedade polaca como a colaboração com o regime comunista comprometeu a sua própria autoridade eclesiástica.