Última hora

Última hora

Trichet prevê crescimento saudável para 2007

Em leitura:

Trichet prevê crescimento saudável para 2007

Tamanho do texto Aa Aa

O crescimento económico da Europa e da Ásia deve ser, em 2007, suficientemente saudável para aguentar o impacto da desaceleração dos Estados Unidos. A afirmação foi feita pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Clauude Trichet, que presidiu à reunião dos governadores dos bancos centrais dos dez países mais ricos do Mundo, em Basileia, na Suíça. O crescimenro global deve manter-se alto, embora ligeiramente abaixo dos níveis do ano passado. Esta previsão está em linha com a avançada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Olhando para as estimativas do FMI para este ano, torna-se visível como a China é o grande motor da nova economia mundial. O gigante asiático deve atingir, este ano, um crescimento de 10%. Das três maiores economias mundiais, os Estados Unidos devem ter a maior taxa de crescimento, 2,9%. Ao atingir a barreira dos dois dígitos, o crescimento do PIB chinês reforça a posição do país como nova grande potência, o que não deixa de ter riscos. O banco central chinês deve subir as taxas de juro este ano.

Já a Reserva Federal norte-americana pode inverter a tendência e cortar o preço do dinheiro, na reunião do final deste mês. Embora com um crescimento superior ao da Europa e do Japão, a economia norte-americana está a perder força, depois de no ano passado ter crescido 3,4%.