Última hora

Última hora

Frágil coligação representa esperança de estabilidade política na República Checa

Em leitura:

Frágil coligação representa esperança de estabilidade política na República Checa

Tamanho do texto Aa Aa

Após sete meses de crise política na República Checa, o presidente fez hoje nova tentativa para repor a estabilidade. Vaclav Klaus nomeou um novo executivo, liderado novamente pelo conservador Mirek Topolanek. É o segundo governo encabeçado por Topolanek em apenas cinco meses.

O novo executivo minoritário precisa ainda de receber o voto de confiança da câmara baixa do parlamento. Uma etapa temida dada a fragilidade da coligação. Os três partidos da aliança, a direita liberal, os verdes e os democratas cristãos reúnem apenas 100 dos 200 assentos parlamentares.

Se esta tentativa de formar governo falhar, uma nova solução pode ser tentada antes que o presidente recorra às eleições antecipadas. Desde as eleições inconclusivas de Junho passado que a classe política tenta ultrapassar o impasse e chegar a acordo.