Última hora

Última hora

Bruxelas quer separar produção e distribuição de energia

Em leitura:

Bruxelas quer separar produção e distribuição de energia

Tamanho do texto Aa Aa

Para estimular a concorrência do mercado europeu de energia, a Comissão, no plano de acção apresentado esta quarta-feira, defende uma separação das actividades de produção e de distribuição de electricidade e gás.

Sem essa separação, a liberalização do mercado não se faz sentir nas facturas dos europeus, lamenta a comissária para a Concorrência. “Os consumidores da Europa, as empresas da Europa e a economia em geral ainda não estão a beneficiar de todas as vantagens que deviam advir da abertura do mercado energético da Europa, em termos de preços mais baixos e de uma maior opção no que toca aos serviços”, afirma Neelie Kroes.

Outro obstáculo à livre concorrência é a concentração que resulta da fusão entre grandes grupos, como Endesa e E.on, estima Bruxelas, que promete vigilância redobrada.

A Comissão vai, certamente, ter dificuldade em impor as suas ideias liberais a países como a França e a Alemanha, que se opõem à cisão dos grupos nacionais, detentores simultaneamente de centrais eléctricas e de redes de distribuição.