Última hora

Última hora

Europa lança bases da política energética comum

Em leitura:

Europa lança bases da política energética comum

Tamanho do texto Aa Aa

Reunião dos Vinte e Sete países da União Europeia em Bruxelas para discutir novas politicas energéticas em comum, com o objectivo de reduzir os efeitos da alterações climáticas. Esta é a primeira vez que se encontram todos os países membros desde a entrada da Bulgária e Roménia a 1 de Janeiro de este ano.

Para o presidente de Comissão Europeia, Durão Barroso, “são necessárias novas políticas para fazer face a uma nova realidade”. Políticas essas que mantenham a “competitividade” dos Vinte e Sete, “protejam o ambiente” e tornem os recursos energéticos “mais seguros”, disse.

Barroso acredita ainda que a Europa deve liderar o mundo numa nova revolução pós-industrial.

A energia nuclear é vista como uma boa alternativa à grande dependência europeia do petróleo. Por ser menos poluente vai ao encontro dos objectivos da Comissão Europeia que pretende, para já, reduzir em 20% as emissões de gazes que provocam o efeito de estufa.

Outra medida passa por introduzir novas regras de concorrência no sector energético. Algo que não agrada à francesa EDF e à alemã E-On, que detêm o monopólio do mercado.

A Comissão Europeia, com estas novas medidas, pretende minimizar as alterações climáticas que se fazem sentir um pouco por todo o mundo. As energias renováveis e mais ecológicas são uma necessidade a ter em conta no futuro.