Última hora

Última hora

França: Sarkosy é candidato oficial da UMP à presidência

Em leitura:

França: Sarkosy é candidato oficial da UMP à presidência

Tamanho do texto Aa Aa

Nicolas Sarkozy fez hoje o seu primeiro discurso como candidato oficial da UMP (União para um Movimento Popular) às eleições presidenciais francesas. Foram hoje conhecidos os resultados das primárias do principal partido de direita francês. A participação no plebiscito atingiu os 69%. A candidatura de Sarkosy foi aprovada por 98, 1% dos votantes.

O discurso do ministro do Interior durou quase uma hora e um quarto: “Não tenho o direito de desiludir-vos. Não tenho o direito de hesitar, simplesmente porque não tenho o direito de falhar. Tenho de ganhar, ganhar por vós, pela França”, disse Sarkosy.

Segundo dados da UMP, participaram 70 mil militantes neste congresso extraordinário que custou 3,5 mihões de euros. Ao longo do discurso, Nicolas Sarkosy apresentou a sua visão do futuro da Europa. “Quero ser o presidente de uma França que dirá aos europeus que nós queremos a Europa e queremo-la porque sem ela as nossas velhas nações não terão qualquer peso face à globalização. Mas quero ser o presidente de uma França que dirá aos europeus: não vamos resuscitar a constituição europeia. É urgente fazer com que a Europa possa voltar a funcionar e para isso é preciso adoptar por via parlamentar um tratado simplificado”, propôs o candidato à presidência da república francesa.

No plano internacional, Nicolas Sarkosy preconizou o reforço das relações com os países mediterrânicos e deixou claro que não concorda com a entrada da Turquia no clube europeu. O líder da UMP afirmou que nem todos os países do mundo têm vocação para integrar a União Europeia.

Nicolas Sarkosy, 51 anos, advogado de formação, prepara-se agora para defrontar a 21 de Abril as sua principal rival, segundo as sondagens, a candidata socialista Segolène Royal.