Última hora

Última hora

Tribunal aprova salvamento da Eurotunnel

Em leitura:

Tribunal aprova salvamento da Eurotunnel

Tamanho do texto Aa Aa

A Eurotunnel pode cantar vitória no que toca à reestruturação da dívida. O Tribunal Comercial de Paris aprovou o plano, que prevê reduzir a dívida de 9,1 mil milhões de euros para menos de metade, através de uma troca de acções. O tribunal rejeitou os recursos interpostos por 33 credores, que estavam contra este plano.

Em Dezembro, o presidente do grupo, Jacques Gounon, dizia que esperava que a Eurotunnel se tornasse, em breve, numa empresa viável. O desejo parece agora tornar-se realidade. A dívida é agora de 4,3 mil milhões de euros. A Eurotunnel contrai, para isso, um empréstimo a 40 anos, no valor de 4,16 mil milhões.

A distribuição do capital fica agora radicalmente alterada. Os actuais accionistas vão deter apenas 13% das acções. O resto vai estar nas mãos dos detentores de obrigações. A Eurotunnel é a empresa que explora o túnel do Canal da Mancha, uma das maiores obras de engenharia o século XX, que permite ligar, por via ferroviária, a Grã-Bretanha e a Europa continental.

Apesar do sucesso, nomeadamente com os comboios Eurostar a conseguirem recordes de facturação, as dificuldades financeiras do grupo são muitas, desde o início, o que levou ao crescimento da dívida e a mínimos históricos na cotação das acções.