Última hora

Última hora

Inquérito à ofensiva no Líbano leva chefe do exército israelita a demitir-se

Em leitura:

Inquérito à ofensiva no Líbano leva chefe do exército israelita a demitir-se

Tamanho do texto Aa Aa

O inquérito aos erros do exército israelita durante a intervenção no Líbano levou à demissão do chefe do estado maior das forças armadas. O tenente coronel Dan Halutz apresentou esta noite a sua demissão do cargo ao primeiro-ministro Ehud Olmert antes mesmo de serem apresentadas as conclusões da investigação. Sob o fogo das críticas desde a ofensiva de Julho e Agosto, Halutz recusava-se nas últimas semanas a abandonar o cargo enquanto não fossem apresentadas provas cabais da sua responsabilidade nos erros da operação.

As conclusões provisórias de um inquérito parlamentar, avançadas há dias por um responsável, apontavam críticas à gestão da crise por parte dos comandos militares. Halluz, à semelhança do ministro da Defesa Amir Peretz, é criticado por ter apostado numa ofensiva aérea no Líbano que, sem apoio terrestre, provocou mais de 157 baixas no exército israelita. 1.200 civis libaneses foram mortos durante a ofensiva.

Halluz vai ser substituído provisoriamente pelo seu número dois, o general Moshe Kaplinsky.