Última hora

Última hora

Kosovo apreensivo com eleições sérvias

Em leitura:

Kosovo apreensivo com eleições sérvias

Tamanho do texto Aa Aa

Os albaneses do Kosovo não ficaram propriamente surpreendidos com os resultados das eleições na Sérvia, mas guardam, apesar de tudo, a esperança de ver surgir um governo pró-europeu, mais aberto às suas reivindicações, reconhecendo, no entanto, que as negociações sobre o estatuto final da sua província não serão fáceis. “Fiquei desiludido quando ouvi as notícias, honestamente não acredito que uma vez mais os sérvios escolham os radicais para os dirigirem no princípio do século XXI”, diz um cidadão do Kosovo.

Uma resignação misturada com amargura e decepção. O mesmo sentimento por parte do governo que se mantém, apesar de tudo, optimista, segundo as palavras do primeiro-ministro: “O povo sérvio teve a oportunidade de votar para o futuro, mas os primeiros sinais mostram que alguns deles escolheram votar para o passado e isto torna o caminho da Sérvia para a Europa mais lento e mais difícil do que deveria ser. Todos nós na região queremos que a Sérvia seja um país democrático e que caminhe connosco para a União Europeia”.

Mas a constituição do executivo será difícil e poderá conduzir a um governo frágil. Para o advogado, Ylber Hysa, este não é um bom augúrio para o Kosovo: “Isto é algo de que não precisamos neste processo em que é suposto encerrarmos o último capítulo da desintegração da Jusgoslávia, por isso esperamos que seja a oportunidade de a própria Sérvia se tornar mais estável e compreensiva quanto à realidade do Kosovo, que para nós terá que se tornar independente.

Esta manhã, apenas a parte servia de Mitrovica se mostrava satisfeita com os resultados eleitorais. Os sérvios não querem a independência da província, na qual representam apenas 10% da população.