Última hora

Última hora

Morreu o abade Pierre

Em leitura:

Morreu o abade Pierre

Tamanho do texto Aa Aa

A França perdeu um ícone nacional. O abade Pierre, fundador do Emaús e infatigável peregrino dos mais desfavorecidos morreu aos 94 anos. Uma perda que toca o coração de todos os franceses, disse Jacques Chirac. No Inverno glacial de 1954, o abade Pierre lançou aos microfones de uma rádio, um apelo simples que viria a desencadear uma enorme onda de solidariedade e descobre o poder dos media. Uma mulher morreu de frio durante a noite na rua.

A mensagem prosseguia: “quando à noite, nas vossas belas casas, beijarem os vossos filhos com a vossa boa consciência, terão aos olhos de Deus, provavelmente, mais sangue nas mãos inconscientes que alguma vez terá um desesperado”.

O movimento que criou em 1953, o Emaús, internacionalizou-se em 1971. Presente em quarenta países, entre os quais Portugal, reagrupa mais de 500 associações trabalhando em diferentes domínios. Acções a favor dos pobres, recorrendo à recuperação e revenda de materiais usados e trabalho agrícola. Sempre no terreno, o abade defende e apoia a ocupação de casas vazias pelos membros da associação Direito à Habitação, assim como as acções dos imigrantes clandestinos.

Em 2004, meio século depois do seu primeiro grito de alerta, continua a denunciar, desta vez não só a inoperância do Estado, mas também dos autarcas no alojamento dos mais desfavorecidos. Considerado pelos franceses, o terceiro francês mais importante da História, depois de de Gaulle e Pasteur, o abade Pierre é tido como o inventor da solidariedade nas sociedades de abundância.

Nos últimos anos tinha pedido que o seu nome fosse retirado das sondagens, mas o seu combate, nunca terminado, continua actual. Há apenas algumas semanas, nos cais de Paris e um pouco por toda a França, as tendas dos sem abrigo, forçaram o governo a criar uma nova lei que faz do direito à habitação um direito inalienável, como a saúde ou a educação. O homem que sempre quis morrer, ajudou ao longo da vida milhares de pessoas a viver melhor.