Última hora

Última hora

Reforço militar em Bagdade não impede novo atentado mortífero

Em leitura:

Reforço militar em Bagdade não impede novo atentado mortífero

Tamanho do texto Aa Aa

O ciclo da violência intercomunitária no Iraque parece intensificar-se nas vésperas do governo aplicar um novo plano de segurança na capital. A deflagração de duas viaturas armadilhadas no centro de Bagdade provocou esta manhã pelo menos 80 mortos e mais de 160 feridos.

O atentado ocorreu num mercado de objectos em segunda mão, na praça Tahir, uma zona onde a acção dos esquadrões da morte xiitas levou nos últimos meses à debandada da população sunita. Na terça-feira passada um outro atentado bombista tinha provocado 100 mortes em Bagdade, 70 das quais junto a uma grande universidade religiosa.

Segundo a ONU, desde 2006 a violência intercomunitária provocou mais de 16.800 mortos no Iraque. A partir de 1 de Fevereiro o governo vai pôr em prática um novo plano de segurança em Bagdade, contando com o reforço de mais 21 mil soldados norte-americanos que começaram a chegar na semana passada.

Treze soldados norte-americanos tinham morrido no sábado na sequência da queda de um helicóptero. Washington admitiu hoje que o aparelho poderá ter sido atingido por um míssil terra-ar.