Última hora

Última hora

Dezenas de milhares de pessoas na última homenagem a Hrant Dink

Em leitura:

Dezenas de milhares de pessoas na última homenagem a Hrant Dink

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de pessoas participaram na última homenagem ao jornalista Hrant Dink, assassinado na sexta-feira. As exéquias decorreram na igreja arménia cristã de Istambul. Antes da cerimónia religiosa, o corpo do jornalista desfilou pelas ruas de Istambul, sempre seguido por um mar de gente, o cortejo parou em frente ao jornal de Dink dirigia, onde todos gritaram bem alto: “somos todos arménios….”

Para a cerimónia religiosa, foram convidados os dignitários arménios de todo o mundo. O governo turco foi representado pelo vice-primeiro-ministro e pelo ministro do Interior. O cortejo fúnebre seguiu depois para a um cemitério arménio, onde o enterro decorreu em privado.

As dezenas de milhares de pessoas acompanharam o corpo ao longo de oito quilómetros, um cortejo seguido de perto por mais de seis mil polícias.

As medidas de segurança foram reforçadas para evitar que os ânimos se exaltem, tanto do lado da comunidade arménia e apoiantes, como do lado de nacionalistas turcos que não querem reconhecer o genocídio arménio por parte dos soldados otomanos.