Última hora

Última hora

Manifestações contra governo reacendem divisões da guerra civil no Líbano

Em leitura:

Manifestações contra governo reacendem divisões da guerra civil no Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Ascende já a três mortos e mais de uma centena de feridos o número de vítimas dos confrontos entre manifestantes pró-governo e pró-oposição no Líbano. Desde o início da manhã que milhares de militantes do Hezbollah e Amal xiitas, assim como apoiantes do movimento cristão de Michel Aoun, erguem barricadas em Beirute e Tripoli para exigir a demissão do governo.

As barragens são palco de violentos confrontos com apoiantes do executivo, contrários à greve geral convocada para hoje pelas formações da oposição. O exercito multiplica esforços para dissipar os manifestantes sem utilizar a força.

A situação reacende as divisões da guerra civil entre xiitas que dominam a oposição pró-síria e sunitas que apoiam o governo pró-ocidental. Uma divisão que se estendeu a zonas de maioria cristã onde se registaram confrontos entre partidários das duas facções.

O primeiro-ministro recusa-se a ceder ao movimento de protesto iniciado em Dezembro. Fouad Siniora ripostou aos protestos ao anunciar um plano de reformas económicas para combater a colossal dívida externa, cujo pagamento anual representa um terço do orçamento do Estado.