Última hora

Última hora

Siniora sai de Paris de bolsos cheios

Em leitura:

Siniora sai de Paris de bolsos cheios

Tamanho do texto Aa Aa

O montante de verbas prometidas ao governo libanês na conferência de Paris eleva-se a 5,8 mil milhões de euros, anunciou o presidente francês Jacques Chirac ao início da tarde. Quatro dezenas de países e várias organizações internacionais mostram desta forma o apoio ao executivo de Siniora.

No final da conferência de Paris o primeiro-ministro libanês dirgiu-se aos seus compatriotas e lançou um apelo a todos quantos se manifestam nas ruas para que ajam de forma racional.

As maiores contribuições vêm da Arábia Saudita, Estados Unidos, França, Banco Mundial, Banco Europeu de Investimentos e, claro, da União Europeia que se comprometeu com 400 milhões de euros. O presidente da Comissão de Bruxelas, Durão Barroso, explicou que “a comunidade internacional mostrou hoje o seu apoio” ao Líbano, “à sua unidade e ao seu direito de existir enquanto estado democrático.”

Os fundos agora prometidos constituem-se sob a forma de supressão da dívida existente, crédito bonificado ou ajuda directa. Contudo Fouad Siniora tem de mostrar que é capaz de controlar o país e aplicar o seu programa de reformas.