Última hora

Última hora

Fatah e Hamas aceitam mediação saudita e egípcia

Em leitura:

Fatah e Hamas aceitam mediação saudita e egípcia

Tamanho do texto Aa Aa

As facções palestinianas rivais, Fatah e Hamas, aceitaram as propostas de mediação saudita e egípcia para acabar com a violência nos territórios palestinianos. Isto no dia em que um responsável do Hamas foi sequestrado pelas forças do Fatah, afectas ao presidente Abbas… Um rapto em Nablus, na Cisjordânia, divulgado em vídeo.

O sequestro terminou pouco tempo depois. Segundo a agência Reuters, foram raptados nos últimos dias cinco elementos do Hamas, o movimento radical no executivo, e dois do Fatah.

Pelo menos 28 palestinianos morreram em confrontos nos últimos três dias. Mas a crescente onda de violência, que atira cada vez mais os territórios para a guerra civil, poderá em breve atenuar-se.

O rei Abdullah da Arábia Saudita propôs às duas facções um encontro na cidade sagrada de Meca, terreno considerado neutro. O Hamas, movimento do primeiro-ministro Ismail Haniyeh, aceitou a mediação, tal como o Fatah. Ambas as facções disseram também “sim” a uma proposta das autoridades egípcias, que prevê o fim imediato dos confrontos, a retirada das ruas dos elementos das forças do Hamas e do Fatah e a libertação de todos os reféns sequestrados desde quinta-feira.

A proposta prevê ainda o regresso às negociações para a formação de um governo de união nacional.