Última hora

Última hora

Bill Gates volta a vender a revolução em formato Windows

Em leitura:

Bill Gates volta a vender a revolução em formato Windows

Tamanho do texto Aa Aa

A Microsoft apresentou esta noite em Nova Iorque o resultado do seu maior investimento de sempre – o novo sistema operativo Windows Vista. Com um orçamento de marketing calculado em mais de 380 milhões de euros, Bill Gates não olha assim a meios para manter a dominação sobre o mercado, acusado no entanto de buscar inspiração aos seus concorrentes. Desde o Windows XP lançado há 6 anos que Gates não apresentava um novo sistema.

Pela primeira vez o software pode ser descarregado directamente da Internet em quatro versões diferentes, destinadas do utilizador caseiro ao fanático da informática. Mas como sublinham os especialistas, as funcionalidades do novo sistema operativo podem não passar de fogo de vista. Quem possui um computador fabricado há dois ou três anos arrisca-se a registar performances mais lentas que podem ofuscar o brilho das novidades.

Segundo os críticos, dos 100 milhões de computadores existentes no mundo apenas 15% terão capacidade para correr todas as funcionalidades do novo sistema. Mais multimédia, um grafismo a três dimensões e uma segurança apresentada como infalível são as qualidades do Vista. Doze anos após o Windows 1.0, Gates tenta à sua maneira voltar a vender a revolução para combater a queda de 28% nos lucros da Microsoft registada no segundo semestre de 2006.