Última hora

Última hora

Kosovo prepara-se para uma declaração de independência adiada

Em leitura:

Kosovo prepara-se para uma declaração de independência adiada

Tamanho do texto Aa Aa

Dezassete mil soldados da NATO em estado de alerta e uma campanha de sensibilização preparam a população do Kosovo para o anúncio, sexta-feira, dos planos das Nações Unidas para o futuro estatuto do território. Segundo fontes diplomáticas, a proposta que vai ser apresentada em Belgrado e Pristina pelo administrador da ONU, Martti Ahtisaari, deverá defender uma autonomia reforçada afastando a hipótese de independência.

Para uma responsável da campanha de sensibilização levada a cabo em Pristina, é indispensável agora criar um ambiente positivo para depois explicar a proposta de Ahtisaari. “Sabemos que a independência traz responsabilidades e a nossa função é explicá-las aos cidadãos”.

Mas a nível diplomático a proposta apresentada hoje em Viena, à porta fechada, aos seis membros dos países que formam o chamado grupo de contacto não parece reunir consenso. Para a Rússia que preferia adiar o anúncio, o futuro dependerá da aprovação de Belgrado e Pristina.

Nas ruas da capital kosovar, um habitante afirma que, “sabe apenas aquilo que lê nos jornais” e que está um pouco céptico face ao futuro e à proposta que sairá das mãos de Ahtisaari. Outro afirma ler nos jornais que, “o projecto será no interesse do Kosovo e da sua população”, e espera que as expectativas não saiam frustradas.

Em Belgrado as expectativas são diametralmente diferentes, numa entrevista à agência Reuters, um conselheiro político do presidente Vojislav Kostunica defende, “uma independência interna do Kosovo” que não ponha em causa a soberania sérvia no território.