Última hora

Em leitura:

Atentado em Bagdade foi o mais mortífero desde 2003


mundo

Atentado em Bagdade foi o mais mortífero desde 2003

Foi o atentado mais sangrento no Iraque desde 2003. A explosão de um camião armadilhado, este sábado, provocou a morte a 135 pessoas e fez 305 feridos.

O ataque ocorreu junto a um mercado bastante movimentado do centro da capital iraquiana, no bairro de Sadriya, uma zona predominantemente habitada por xiitas curdos.

O primeiro-ministro Nuri al-Maliki atribuiu a culpa do atentado a apoiantes do ex-ditador Saddam Hussein e outros militantes sunitas.

Violência que surgiu um dia depois de um relatório dos serviços secretos norte-americanos referir que a situação no Iraque tem contornos de “guerra civil”, uma expressão que a administração Bush tem sido relutante em utilizar sobre um país para onde quer enviar mais 20 mil soldados.

Por isso, o presidente norte-americano foi pedir a cooperação dos democratas para acabar com a guerra, ou seja que a maioria no Congresso aprove o envio de mais soldados e conceda mais fundos.

Também este sábado, as autoridades iraquianas decretaram o recolher obrigatório em Mosul.

Mais a norte, em Kirkuk, uma série de 7 atentados com carros armadilhados matou pelo menos 4 pessoas e fez quase 4 dezenas de feridos. Uma das explosões ocorreu em frente à sede local do maior partido curdo na cidade.

Só na última semana mais de 1000 pessoas morreram em atentados no Iraque.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Comunidade científica volta a alertar para o aquecimento global