Última hora

Última hora

Estados Unidos assumem comando da ISAF. NATO elimina chefe talibã

Em leitura:

Estados Unidos assumem comando da ISAF. NATO elimina chefe talibã

Tamanho do texto Aa Aa

Um “importante” chefe talibã foi morto na ofensiva da NATO para reconquistar Musa Qala no Sul do Afeganistão. Um ataque que coincide com a passagem de comando das forças da NATO dos britânicos para os norte-americanos.

Depois dos 9 meses mais violentos desde que os taliban foram expulsos do poder, o general David Richards, entregou o comando da ISAF ao norte-americano Dan McNeill, numa cerimónia em Cabul que contou com a presença do presidente afegão Hamid Karzai.

McNeill passa a dirigir 33 mil soldados no terreno. Uma força que, segundo os analistas, não é suficiente para controlar os insurgentes.

Esta manhã, o líder talibã em Musa Qala, Mullah Ghafour e um número indeterminado de guerrilheiros foram mortos num ataque aéreo das forças ocidentais, na problemática região de Helmand.

A chegada dos norte-americanos ao comando das forças da NATO, já foi comentada pelos talibãs. Numa entrevista a Reuters numa base secreta no Sul, o Mullah Hayatullah, um alto responsável dos rebeldes avisou que conta com 2000 suicidas prontos a actuar e negou que o seu grupo esteja a receber apoios externos. O líder guerrilheiro de 35 anos informou também que “80% dos preparativos” para o combate estão feitos e que está prestes “a lançar uma guerra”.