Última hora

Última hora

Foco britânico de gripe das aves relança receios na Europa

Em leitura:

Foco britânico de gripe das aves relança receios na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades sanitárias britânicas procederam este fim-de-semana ao abate de cerca de 160 mil perus numa exploração onde foi descoberto o virus H5N1. A estirpe mais mortífera da gripe das aves foi confirmada num aviário de Lowestoft no Leste de Inglaterra na passada quinta-feira, pelo que as autoridades britânicas procederam imediatamente ao abate e incineração de todas as aves e impuseram um perímetro de segurança.

No entanto, David Nabarro, da OMS, diz que, tendo em conta o que aconteceu no ano passado, vão verificar-se novos surtos da variante mais patogénica da gripe das aves durante os próximos três ou quatro meses.

A forma como o vírus chegou ao aviário de Lowestoft intriga os veterinários, uma vez que apenas foi afectado um dos vinte e dois pavilhões da exploração, que, para mais, não tinha contacto com o exterior.

Colin Butter, do Instituto britânico de Saúde Animal, considera, no entanto, que o vector mais provável de transmissão da doença foram os excrementos de aves selvagens.

As autoridades veterinárias estimam que, quanto mais espalhada estiver a epizootia, mais fácil será o vírus sofrer uma mutação e propagar-se entre humanos.