Última hora

Última hora

Khodorkovski acusado de lavagem de dinheiro

Em leitura:

Khodorkovski acusado de lavagem de dinheiro

Tamanho do texto Aa Aa

O magnata russo Mikhail Khodorkovski, antigo patrão da petrolífera Iukos, enfrenta novas acusações. A cumprir oito anos de prisão por fuga ao fisco, Khodorkovski pode agora ter que responder também por lavagem de dinheiro.

O processo que levou ao desmembramento da Iukos e à prisão de Khodorkovski é visto por alguns como parte de uma manobra do Kremlin contra os opositores.

A principal filial da Iukos foi vendida, num leilão polémico, à petrolífera estatal Rosneft e a Iukos acabou por abrir falência, atolada em dívidas.

Os dois principais dirigentes da empresa, Khodorkovski e Platon Lebedev, estão a cumprir pena numa prisão de Tchita, cidade no Extremo Oriente da Sibéria, perto da fronteira com a China.

As novas acusações, que os advogados de Khodorkovski classificam como um absurdo, parecem ser destinadas a limitar a influência do magnata nas eleições presidenciais do próximo ano, nas quais os russos vão escolher um sucessor para Vladimir Putin.

Em condições normais, o ex-patrão da Iukos deve poder pedir a liberdade condicional a partir de Outubro deste ano.