Última hora

Última hora

Alcatel-Lucent elimina até 20.000 empregos

Em leitura:

Alcatel-Lucent elimina até 20.000 empregos

Tamanho do texto Aa Aa

As supressões de emprego previstas na Alcatel-Lucent são bastante mais severas que o anteriormente pensado. O grupo de equipamentos para telecomunicações, resultado da fusão entre a francesa Alcatel e a norte-americana Lucent Technologies, dirigido por Patricia Russo, deve eliminar um quinto do total da força de trabalho, ou seja, 15.000 a 20.000 trabalhadores, o dobro do anunciado na altura da fusão.

O grupo vai apresentar, na sexta-feira, os primeiros resultados anuais depois do casamento. A facturação do último trimestre do ano passado deve ter sido de 18,3 mil milhões de euros, em queda relativamente ao mesmo período de 2005, com o resultado operacional igualmente em queda.

O quadro de empregados foi já reduzido, desde a fusão, em 9000 pessoas.

As novas supressões de emprego devem ser feitas, sobretudo, através de reformas antecipadas e acordos amigáveis. O objectivo da empresa é que 70% destas reduções sejam feitas até ao final de 2008. Este ano, a Alcatel-Lucent deve poupar 600 milhões de euros, um valor acima do esperado.