Última hora

Última hora

Vídeo de ataque americano que vitimou soldado britânico embaraça coligação militar no Iraque

Em leitura:

Vídeo de ataque americano que vitimou soldado britânico embaraça coligação militar no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Embaraço da coligação militar no Iraque após a difusão de um vídeo que mostra o momento em que dois pilotos americanos atacaram uma coluna militar britânica no Sul do Iraque, provocando um morto e quatro feridos, devido a um erro de identificação do alvo.

Os factos remontam a 28 de Março de 2003, dias após o início da invasão do Iraque, a norte da cidade de Bassorá, no Sul do país.

As imagens do interior dos aviões e as conversas entre pilotos e torre de controlo foram divulgadas pelo jornal britânico The Sun, apesar de serem consideradas “segredo de Estado” pelos Estados Unidos.

A comissão de inquérito que investiga a morte do sargento Matty Hull, de 25 anos, só soube da existência da gravação em finais de Dezembro, mas, como não a pode usar sem autorização americana, suspendeu os trabalhos na semana passada.

Londres tenta limitar a polémica e diz estar a tentar obter o máximo de informações possíveis.

De visita a Israel, a ministra britânica dos Negócios Estrangeiros, Margaret Beckett, afirmou: “Todos estes acontecimentos são trágicos. Igualmente trágicos se ocorrem em qualquer conflito e causam grande dor e devastação em todas as forças armadas envolvidas. Não penso que um exército ou governo no Mundo não enfrente tais acontecimentos e não os lamente profundamente”.

A viúva do soldado Hull garante que Londres lhe tinha assegurado que o vídeo não existia e agora diz-se aliviada por ter sido difundido, embora o jornal possa vir a enfrentar a justiça por isso.