Última hora

Última hora

Polícia britânica investiga vaga de ataques com cartas armadilhadas

Em leitura:

Polícia britânica investiga vaga de ataques com cartas armadilhadas

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia britânica está a investigar uma recente vaga de atentados com cartas armadilhadas, que, em três semanas, causou dez feridos ligeiros. As autoridades apelam à prudência de empresas e particulares na manipulação de correio, mas garantem que as cartas se destinam a aterrorizar e não a ferir os destinatários.

O governo britânico segue o assunto com preocupação, mas o coordenador para o combate ao extremismo interno Anton Setchell disse que “estes engenhos não contêm explosivos convencionais e, apesar de ainda se aguardarem os resultados da análise forense, há indicações que apontam para engenhos de reduzida potência e de natureza pirotécnica.”

Desde o dia 18 de Janeiro, sete cartas armadilhadas explodiram na Grã-Bretanha.
A direcção geral de viação em Swansea, no País de Gales, foi ontem a última instituição visada.
Seis funcionários ficaram ligeiramente feridos na explosão.

Apesar dos atentados não terem sido reivindicados, a imprensa britânica sugere que a responsabilidade será de activistas dos direitos dos animais e de automobilistas descontentes.