Última hora

Última hora

Duas turistas italianas assassinadas em Cabo Verde

Em leitura:

Duas turistas italianas assassinadas em Cabo Verde

Tamanho do texto Aa Aa

Duas turistas italianas foram esta sexta-feira assassinadas em Cabo Verde. As duas mulheres de 28 e 33 anos encontravam-se na Ilha do Sal para praticar windsurf.

A autópsia revela que foram apedrejadas até à morte. Os agressores usaram também objectos cortantes.

O aspecto da cova onde as vítimas foram encontradas, perto da zona balnear de Fontona, indicia, segundo as autoridades, que houve premeditação. A polícia deteve três suspeitos.

O crime foi denunciado por uma terceira jovem de 17 anos que escapou às agressões.

“Eles tiveram uma discussão. Ela diz que levou uma pancada na cabeça e depois desmaiou e só acordou no dia seguinte, foi a pé até uma aldeia e deu o alerta e foi aí que foram à procura das outras”, contou o pai da sobrevivente.

A jovem contou ainda que tinha sido convidada, juntamente com as outras duas italianas para jantar por um dos atacantes, um homem que alegadamente teria sido namorado de uma das vítimas. Segundo o cônsul de Itália em Cabo Verde tratou-se de um crime passional.

As três turistas faziam parte de um grupo de surfistas que se deslocava frequentemente à ilha.

A notícia do assassínio das duas jovens chocou os italianos. Roma anunciou o envio de um diplomata a Cabo verde para garantir que os responsáveis pelo crime serão julgados.