Última hora

Última hora

Parlamento Europeu responsabiliza países que aceitaram voos da CIA

Em leitura:

Parlamento Europeu responsabiliza países que aceitaram voos da CIA

Tamanho do texto Aa Aa

O relatório da investigação sobre os voos secretos da CIA na Europa, realizada por uma comissão parlamentar e que aponta o dedo a oito estados membros da União, entre os quais Portugal, foi esta quarta-feira aprovado no Parlamento Europeu.

Os deputados consideram inacreditável que os governos invoquem desconhecimento ou tenham fechado os olhos às transferências secretas de prisioneiros e pede inquéritos em cada país.

O documento obteve 382 votos a favor, 256 contra e 74 abstenções.

A comissão, chefiada pelo italiano Giovanni Fava, que trabalhou durante 12 meses na investigação, viu o seu texto sofrer 270 emendas, muitas delas no sentido de atenuar as críticas aos governos.

O relator defende que é preciso fazer mais:
“Penso que é indispensável não apenas uma reforma nacional dos serviços secretos, mas sobretudo uma reforma na forma de pensar a cooperação e colaboração entre os serviços secretos europeus e os americanos na luta contra o terrorismo, porque se a colaboração continuar da forma como até agora, uma espécie de chéque em branco aos serviços americanos para escolher os métodos e objectivos, sem problema – isto parece-me inconcebível porque não só é contrário aos direitos nacionais e aos tratados internacionais, como é ineficaz”.