Última hora

Última hora

Parlamento italiano vai decidir a sorte do executivo de Romano Prodi

Em leitura:

Parlamento italiano vai decidir a sorte do executivo de Romano Prodi

Tamanho do texto Aa Aa

O executivo de coligação de Romano Prodi vai ser submetido a um voto de confiança nas duas câmaras do Parlamento italiano. Esta a decisão anunciada esta manhã pelo presidente da república. Após dois dias de consultas com os principais partidos italianos, Giorgio Napolitano rejeitou o pedido de demissão do primeiro-ministro, apresentado na quarta-feira.

Romano Prodi, eleito há nove meses agradeceu a confiança do presidente na sua pessoa e no seu executivo. Ontem a União, a coligação de centro-esquerda chefiada por Prodi, tinha reafirmado o apoio ao chefe de governo e ao seu programa de governo de 12 pontos não negociáveis. Uma situação que para o presidente Napolitano justificou a sua decisão de reconduzir Prodi no cargo, face ao que considerou ser uma garantia de que o executivo terá a coesão e eficácia indipensáveis ao desempenho das suas funções.

Prodi tinha apresentado demissão na sequência de divergências na coligação sobre temas de política externa. Entre as condições impostas para se manter no poder exigiu o consenso da coligação em torno das posições do primeiro-ministro, da política externa à economia.

O desfecho da crise política prolonga-se para o voto de confiança no Parlamento. Se na câmara baixa a União tem uma clara maioria, no Senado conta com os votos de cinco dissidentes de centro direita para superar uma maioria frágil.