Última hora

Última hora

Incursão israelita em Nablus abala negociações entre Hamas e Fatah

Em leitura:

Incursão israelita em Nablus abala negociações entre Hamas e Fatah

Tamanho do texto Aa Aa

O exército israelita prossegue, pelo segundo dia consecutivo, uma das maiores operações dos últimos meses na Cisjordânia, na cidade de Nablus. A povoação mantém-se sitiada pelos militares que mobilizaram dezenas de jeeps, tanques e retroescavadoras.

No centro da cidade, pelo menos um palestiniano foi morto, alegadamente por violar o recolher obrigatório imposto desde ontem a 30 mil residentes. Entre as pessoas detidas hoje encontra-se o director da televisão local. Os soldados do Tsahal realizam rusgas com o objectivo de apreender armas e explosivos e deter suspeitos de preparar acções terroristas. Os militares procuram vários líderes e militantes do Fatah e da Jihad islâmica.

Em Gaza, o primeiro-ministro palestiniano Ismael Hanyeh advertiu Israel para o facto das suas acções porem em causa a estabilidade na região. A operação coincide com as negociações, no Egipto, para a formação de um governo de unidade nacional entre Hamas e Fatah.

No Cairo, o presidente palestiniano Mahmoud Abbas afirmou que se encontrará nas próximas semanas com o primeiro-ministro israelita Ehud Olmert. Bruxelas por seu lado tem já um plano para retomar as ajudas internacionais aos territórios palestinianos assim que se forme um novo governo. A comissária europeia para as relações externas, Benita Ferrero Waldner, que esteve hoje também no Cairo, afirmou ontem que tem já disponível um envelope de ajudas na ordem dos 35 milhões de euros.