Última hora

Última hora

Ano Polar Internacional arranca em Março

Em leitura:

Ano Polar Internacional arranca em Março

Tamanho do texto Aa Aa

Dentro de dois dias, em Paris, arranca o Ano Polar Internacional, o mais ambicioso programa de investigação sobre o Ártico e a Antárctida dos últimos 50 anos. A partir de 1 de Março, e durante dois anos, irão realizar-se 220 projectos científicos dedicados aos “extremos gelados” do planeta.

Na apresentação do programa em Washington, a presidente do comité norte-americano, a Dra. Robin E. Bell, explica que a iniciativa “é extremamente importante porque os pólos mudam mais rápido que qualquer outra parte do planeta e, apesar de parecerem remotos e afastados num mapa, o que ali acontece irá influenciar as sociedades no Mundo inteiro”.

As investigações previstas para este “biénio polar” envolvem 50.000 pessoas de 60 países. Um dos maiores projectos é o do quebra-gelos “Polarstern”, em marcha desde Novembro. Com 52 cientistas de diferentes nacionalidades a bordo, este navio oceanográfico alemão anunciou já a descoberta de mil espécies submarinas. Algumas poderão mesmo ser novas para a ciência.