Última hora

Última hora

TPI poderá indiciar dois sudaneses por crimes de guerra no Darfur

Em leitura:

TPI poderá indiciar dois sudaneses por crimes de guerra no Darfur

Tamanho do texto Aa Aa

Dois sudaneses poderão vir a ser julgados no Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra e contra a Humanidade cometidos no conflito do Darfur.

Após quase um ano de inquérito, o procurador do TPI Luis Moreno-Ocampo considera existirem provas incriminatórias contra o antigo Secretário de Estado do Interior Ahmed Haroun e contra Ali Kosheib, um líder da milícia Djandjawid, detido pelo regime de Cartum desde Novembro passado.

“A estratégia incluía a deslocação à força de aldeias e comunidades inteiras. Neste contexto, Ahmed Haroun e Ali Kosheib agiram em conjunto e com o auxílio de outros com o objectivo comum de atacar a população civil de, pelo menos, quatro vilas e aldeias”, anunciou Moreno-Ocampo.

A pedido do Conselho de Segurança, o TPI inquiriu sobre os factos agora reportados, mas invocando questões de segurança os investigadores nunca se deslocaram ao Darfur.

Compete agora ao Tribunal de Haia avaliar se tem matéria de acusação para avançar com os processos, mas Cartum rejeita a competência da instituição para julgar sudaneses.

Em quase quatro anos, o conflito do Darfur fez, de acordo com a ONU, 200 mil mortos e dois milhões de refugiados.