Última hora

Última hora

Power8 corta 10 mil postos de trabalho na Airbus

Em leitura:

Power8 corta 10 mil postos de trabalho na Airbus

Tamanho do texto Aa Aa

O plano de reestruturação da Airbus visa gerar 2,1 mil milhões de euros suplementares de resultados operacionais. Isso mesmo anunciou o presidente da Airbus. Louis Gallois apresentou publicamente o plano Power 8, que prevê a supressão de 10 mil postos de trabalho, nos próximos quatro anos, a venda de três fábricas e a criação de parcerias para outras três.

“O objectivo”, diz o presidente, “é reduzir 10 mil postos de trabalho, partilhados de forma justa entre os diferentes países: 3700 na Airbus Alemanha, 3200 na Airbus França, 1600 na Airbus Reino Unido, 400 na Airbus Espanha e 1100 na sede central.”

As fábricas Varel e Laupheim, na Alemanha, vão ser vendidas. A de Nordenham será alvo de uma nova parceria. Tal como a de Méaulte, em França. Menos sorte tem a de Saint-Nazaire-Ville que será também vendida. A de Filton, na Grã-Bretanha, deverá igualmente ser alvo de uma parceria. A Airbus precisa de parceiros com quem partilhar riscos e investimentos, afirmou Gallois.

O presidente disse ainda que os interesses nacionais não podem ser colocados à frente dos da empresa – cujo maior desafio é a fraqueza do dólar face ao euro e não os atrasos na construção do A380.