Última hora

Última hora

Eritreia desmente rapto de europeus

Em leitura:

Eritreia desmente rapto de europeus

Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico enviou um equipa de negociadores à Etiópia depois de ter confirmado rapto de cinco dos seus cidadãos.
Seis altos responsáveis do Ministério dos Negócios Estrangeiros vão tentar apressar as buscas para recuperar os cidadãos britânicos funcionários ou familiares de diplomatas da embaixada em Adis Abeba. Os reféns foram levados para um campo militar em Arat no distrito de Wema na Eritreia junto à fronteira com a Etiopia e os veículos em que seguiam destruídos. Um perito britânico de Segurança explica que “oficialmente se conhece bem a porosidadde desta fronteira atravessada em permanência por grupos rebeldes da Somália para a Eritreia e Etiópia”.

Háverá ainda oito etíopes no mesmo local todos raptados na noite de quarta-feira durante uma viagem de lazer na região de Afar zona instável,bastião de grupos rebeldes onde ainda presistem tensões, após a guerra entre Etiópia e a Eritreia terminada há sete anos. A Eritreia, acusada por dirigentes locais etíopes de responsabilidade no rapto dos europeus negou qualquer envolvimento.