Última hora

Última hora

Eleições na Abkázia irritam de novo Tbilissi

Em leitura:

Eleições na Abkázia irritam de novo Tbilissi

Tamanho do texto Aa Aa

Os habitantes da república separatista no interior da Geórgia, a Abkázia, começaram hoje a votar para eleger 35 deputados do parlamento local. 108 candidatos disputam 35 lugares na assembleia parlamentar um escrutínio cuja legalidade não é reconhecida nem pelo governo de Tbilssi nem a nível internacional. A Abkázia sobrevive graças ao apoio político de Moscovo.

O presidente da região separatista, Sergei Bagapch, lembra que há instituições democráticas na Abkázia, que existe uma oposição, jornalistas independentes e eleições livres. Treze mil eleitores foram chamados à urnas mas ontem cerca de dois mil jovens georgianos reuniram-se na margem do rio Inguri, que separa a Geórgia e a Abkázia, ameaçando atravessar a linha controlada por forças militares de manutenção da paz da Comunidade dos Estados Independentes e boicotar as eleições.
O presidente georgiano Mikail Sakaashvili não esconde o seu descontentamento e lembra a ilegalidade do escrutinio “numa região de onde fugiu meio milhão dos seus habitante”.

Muitos dos participantes nos protestos fazem parte dos milhares de georgianos que tiveram de abandonar a Abkázia no início dos anos 90 do século passado, aquando do conflito armado entre as tropas de Tbiliss e os separatistas abkazes.