Última hora

Última hora

Estónia em dia de legislativas e pela primeira vez com voto via internet

Em leitura:

Estónia em dia de legislativas e pela primeira vez com voto via internet

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia de eleições legislativas na Estónia tudo aponta para a recondução da actual coligação no poder, formada por centristas e reformistas. São as primeiras eleições após a adesão do país à União Europeia e à Nato, em 2004, e marcadas pela tensão com a Rússia por causa do passado soviético e o tratamento dos 400 mil habitantes russófonos. Só um quarto pode votar.

Dezanove por cento dos 940 mil eleitores já exerceram o seu direito de voto, através da votação antecipada, sobretudo, via internet. A Estónia é o primeiro país do Mundo a permitir tal forma de voto. O presidente Toomas Hendrik Ilves votou antecipadamente e escolheu a votação tradicional mas, interrogado sobre este passo histórico, explica que a Estónia é um país avançado em termos tecnológicos.

A utilização das novas tecnologias é facilitada no país, através, por exemplo, do preço de acesso à internet. Oitenta e dois por cento dos contribuintes apresentam os impostos on-line e o telemóvel é usado também para fazer compras ou pagar o parque de estacionamento.

Os estonianos não têm, por isso, razões para desconfiar do voto electrónico, que atrai não só os mais jovens. Eva-Liis conta que a avó de 80 anos votou via internet. Independente desde 1991, a Estónia regista um crescimento económico de 11 por cento, mas ao mesmo tempo é um dos mais pobres da União Europeia, com graves problemas sociais.

A coligação, formada pelo Partido do Centro e pelo Partido da Reforma, deve ganhar, segundo as sondagens, mas deverá precisar de um terceiro partido e seguir uma tendência mais social. Todas as formações políticas prometem melhorar os salários e as reformas e baixar os impostos.