Última hora

Última hora

Pequim quer ambiente e justiça social a acompanhar crescimento do PIB

Em leitura:

Pequim quer ambiente e justiça social a acompanhar crescimento do PIB

Tamanho do texto Aa Aa

Um crescimento económico acompanhado de preocupações ambientais e equidade social. Foram estas as prioridades estabelecidas pelo primeiro-ministro chinês no seu relatório anual diante do Congresso Nacional do Povo, em Pequim. No discurso de abertura da sessão parlamentar, Wen Jiabao anunciou um crescimento do PIB “de cerca de 8% em 2007, baseado em melhorias estruturais, maior produtividade, redução do consumo de energia e protecção ambiental”.

O chefe de governo também prometeu uma maior atenção ao meio rural, que alberga cerca de 800 milhões de chineses. Entre os cerca de três mil delegados que assistiram ao discurso de Wen Jiabao, uma parlamentar defendia que, “como referiu o primeiro-ministro, o desenvolvimento da agricultura moderna depende da tecnologia e de reformas”.

Uma das grandes preocupações na China – da qual a província de Gansu constitui um bom exemplo – é a desertificação do território. Cerca de 90% das zonas de pasto, num total de 130 milhões de hectares, estão sob ameaça devido a factores como a exploração excessiva dos campos, a pressão populacional e longos períodos de seca.