Última hora

Última hora

TPI julga ex-primeiro-ministro albanês

Em leitura:

TPI julga ex-primeiro-ministro albanês

Tamanho do texto Aa Aa

“Este homem tem sangue nas mãos”, acusou a principal procuradora do TPI, Carla Del Ponte. O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia deu início esta segunda-feira ao julgamento de Ramush Haradinaj. Antigo chefe militar do UCK, o exército de Libertação do Kosovo, Haradinaj e dois colaboradores são acusados de homicídio, violação e tortura durante a guerra contra as forças sérvias entre 1998 e 1999.

Haradinaj, actualmente com 38 anos, era primeiro-ministro da província em 2005 quando foi indiciado por 37 crimes de guerra e contra a humanidade. O réu declara-se inocente e no Kosovo a comunidade albanesa considera-o um herói.

Um albanês diz que é muito mau ouvir a procuradora pronunciar tais palavras ao encontro do homem a quem chama primeiro-ministro. Afinal, sublinha, Haradinaj apenas defendeu a sua vila, o seu povo, por isso está inocente. Outro reitera a inocência do homem que considera um chefe que deu a sua família pela liberdade do país.

No Kosovo continua a clamar-se por algo mais do que a liberdade. Os albaneses querem a independência e por ela voltaram a manifestar-se no sábado passado. Estes acontecimentos surgem numa altura em que o plano para o futuro estatuto do Kosovo já foi apresentado mas continua a ser debatido uma vez que não agrada a nenhuma das partes.