Última hora

Última hora

Romanos exigem libertação de jornalista raptado no Afeganistão

Em leitura:

Romanos exigem libertação de jornalista raptado no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas manifestaram-se esta quinta-feira na Praça do Campidoglio em Roma pela libertação de Daniele Mastrogiacomo.

Na ocasião foi afixada no edifício da câmara municipal uma fotografia gigante do jornalista do La Repubblica, presumivelmente raptado no início da semana pelos Talibã, que o acusam de ser um espião a soldo da Grã-Bretanha.

O irmão de Daniele, Alessandro, diz que “a profissão o levou a todo o mundo em busca de informação e de verdade”. E está convicto que “nada disto está relacionado com questões de serviços secretos”.

Na iniciativa participaram figuras políticas italianas e representantes da embaixada do Afeganistão em Roma.

Fatima Zaher, funcionária diplomática afegã, diz estar “no protesto para mostrar solidariedade” e manifesta “o desejo de ver tudo resolvido em breve e de forma feliz”.

O governo italiano está a trabalhar na libertação, mas não estabeleceu ainda contacto seguro com os raptores.

O sequestro foi reivindicado pelo Mullah Dadulah, um chefe talibã próximo do Mullah Omar, numa gravação cuja veracidade não foi confirmada.