Última hora

Última hora

UE de acordo sobre 20% de energias renováveis

Em leitura:

UE de acordo sobre 20% de energias renováveis

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa aposta forte e dá o exemplo: vai investir nas energias renováveis como forma de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa. Este é o principal resultado da Cimeira Europeia de Primavera.

Os Vinte e Cinco estão de acordo: vão reduzir, em 20%, as emissões de CO2 até 2020, face aos valores de 1990. E estão dispostos a ir até aos 30%, se os restantes países industrializados aceitarem o desafio. Objectivo: uma redução de 80%, em 2050, a nível mundial.

Embora não tenham entrado nos detalhes, os Estados membros chegaram a acordo sobre uma forte aposta nas energias limpas. A União Europeia deve utilizar 10% de biocombustíveis, em 2020. Nessa altura, igualmente, 20% da energia consumida na Europa deve vir de fontes renováveis:

Este objectivo, vinculativo, foi anunciado pela chanceler alemã e presidente em exercício do Conselho Europeu. Angela Merkel explicou: “É importante que estas energias renováveis sejam verdadeiras energias renováveis e não outra coisa qualquer, que seja realmente possível um impulso tecnológico e de inovação, na Europa. Mas claro que é preciso partir das particularidades de cada Estado membro, das diferentes tradições nacionais, é preciso ver a situação de cada um.”

Uma fórmula que permite levar em conta o recurso ao nuclear. Exigência da França, que, com as suas 59 centrais nucleares, defendeu esta energia como uma ferramenta na luta contra as mudanças climáticas, como explica Jacques Chirac: “A França insistiu para situar as energias renováveis num quadro mais alargado de energias pouco carbónicas, que incluem o carvão limpo – que necessita ainda de um certo número de investimentos para ser rentável no mercado – e a energia nuclear.”

Os Vinte e Sete concordaram igualmente em reduzir em um quinto, o consumo energético, graças sobretudo a uma utilização mais eficiente da energia, com recurso, por exemplo, a lâmpadas que consumam menos. Enfim, ideias luminosas que ainda vão levar alguns anos até verem a luz.