Última hora

Última hora

Iraque terreno de negociação entre Irão, Síria e Estados Unidos na conferência internacional

Em leitura:

Iraque terreno de negociação entre Irão, Síria e Estados Unidos na conferência internacional

Tamanho do texto Aa Aa

Dezassete países e três organismos internacionais estão reunidos em Bagdade. A conferência internacional sobre o Iraque começou esta manhã no Ministério iraquiano dos Negócios Estrangeiros.

Depois de se ter oposto ao encontro, o primeiro-ministro Nuri al-Maliki organizou a reunião para procurar soluções para pôr fim à violência. Hoje, na cerimónia de abertura apelou a um entendimento regional e internacional, à luta conjunta contra o terrorismo e ao fim das interferências nos assuntos do Iraque.

A conferência acaba por ser inédita. Pela primeira vez estão sentados à mesma mesa os Estados Unidos e dois países da sua lista negra: o Irão e a Síria.

Jon Alterman, um perito sobre o Médio Oriente, explica que nesta conferência há muita gente com muitos objectivos, mas os americanos são provavelmente os mais cépticos sobre um acordo. Acrescenta ainda que todos devem definir os seus papéis de forma a encontrar uma solução.

Quase quatro anos após a invasão, os 140 mil soldados americanos são incapazes de pôr fim à violência.

O Irão é acusado de apoio aos xiitas e a Síria aos sunitas. Ambos os países enfrentam a contestação internacional e em Bagdade vão tentar negociar. Falta saber qual a margem de manobra da delegação americana.