Última hora

Última hora

Espanha comemorou terceiro aniversário do 11-M com novo monumento às vítimas

Em leitura:

Espanha comemorou terceiro aniversário do 11-M com novo monumento às vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

Em clima de tensão sobre o terrorismo, Espanha recorda as vítimas dos atentados de 11 de Março (11-M) de 2004. No terceiro aniversário foi inaugurado um novo monumento face a Atocha, a estação madrilena para onde se dirigiam os comboios que explodiram. A estrutura de 11 metros de altura e translúcida encerra no interior as mensagens deixadas na estação nos dias seguintes à tragédia.

A inauguração ocorreu na presença dos reis, dos príncipes das Astúrias, membros do governo, líderes da oposição, representantes de vários órgãos do Estado, edilidades e famílias das vítimas. Durante a cerimónia não houve discursos. Os reis depositaram uma coroa de flores, foram respeitados três minutos de silêncio e interpretada a obra “O canto dos Pássaros”, de Pau Casals, tal como em 2005 na inauguração de um outro memorial.

A 11 de Março de 2004, dez bombas explodiam em comboios em Madrid, fazendo 191 mortos e mais de 1800 feridos. Mais de uma centena precisa ainda de tratamento físico e psicológico. Uma pessoa continua em coma. Esta manhã, houve quem exigisse a punição judicial do governo da altura, de José Maria Aznar, que acusou a ETA. Agora na oposição, o Partido Popular continua a rejeitar a tese islamista e acusa o governo socialista de ceder face ao terrorismo. Há cerca de um mês que a justiça espanhola julga 29 alegados autores e cúmplices do pior atentado ocorrido em Espanha.