Última hora

Última hora

Villepin apoia Sarcozy

Em leitura:

Villepin apoia Sarcozy

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, anunciou que apoia o presidente do seu partido, Nicolas Sarcozy, na corrida presidencial, apesar da grande rivalidade que os separa. O apoio público foi transmitido depois do mentor, o presidente da República Jacques Chirac ter oficializado a sua intenção de não se recandidatar.

A rivalidade entre Villepin e Nicolas Sarcozy é conhecida. Os dois coabitam no partido conservador União para um Movimento Popular, e no governo. O adeus de Chirac motivou comentários dos candidatos às presidenciais do dia 22 de Abril.

Nicolas Sarcozy, o mais bem posicionado com 27 por cento das intenções de voto, proferiu palavras politicamente correctas. “É certamente uma página da vida de Jacques Chirac que se vira mas de uma certa forma é uma página da nossa vida e talvez da minha, porque já o conheço há uns trinta anos. De modo que achei ter sido um momento emotivo… digno”, disse.

Para a socialista Segolene Royal, a segunda mais bem cotada na corrida ao palácio do Eliseu, Chirac mostrou ter uma certa dignidade. “Ele referiu valores constitucionais que pertencem a todos. É um momento histórico, uma página que se vira e uma nova que vai ser escrita de acordo com a escolha dos franceses”, declarou Royal.

Para François Bayoru, candidato da UDF, e em terceiro nas sondagens, o discurso do Presidente da República “foi bom e muito emotivo recordando valores de fundo. Disse que que a França tem um projecto de sociedade e um projecto republicano que não se assemelha a nenhum outro”, referiu.

Jacques Chirac, de 74 anos, termina o segundo mandato presidencial a 16 de Maio, concluindo mais uma etapa de uma carreira política de quatro décadas.