Última hora

Em leitura:

Casas ecológicas para um futuro sustentável


mundo

Casas ecológicas para um futuro sustentável

27% das emissões de dióxido de carbono no Reino Unido provêm das habitações. Um dos objectivos da nova legislação é reduzir nas casas as emissões de gases que provocam o efeito estufa em 7 milhões de toneladas por ano. Para o conseguir, o governo quer promover a construção de habitações ditas “neutras em carbono”.

Em Dezembro foi publicado um Código para as casas a energia renovável. Um conceito que já começou a ser aplicado:
No telhado colocam-se míni turbinas eólicas e painéis solares para produzir electricidade. O conjunto tem de ser bem isolado, nomeadamente com vidros duplos nas janelas. O aquecimento central funciona a biomassa e o subsolo está equipado com um reservatório para a água da chuva e uma bomba a energia geotérmica.

O modelo do governo inspira-se em habitações como as da comunidade BedZED, no Surrey. 82 apartamentos construídos em 2002 com critérios de respeito do ambiente e que abriram o caminho da construção ecológica que começa a florescer actualmente no Reino Unido.

O mote “zero carbono, zero resíduos” não assusta os clientes como explica uma responsável da BioRegional que está na origem do projecto: “Não é preciso ser ambientalista para viver na BedZED. A ideia é fazer com que uma forma de vida sustentável seja acessível a todos. E se isso for conseguido as pessoas vão aderir”.

É exactamente isso que o governo britânico procura: mudar os comportamentos individuais para reduzir as emissões de CO2 de cada um, mas também (fazer) com que o consumidor produza também energia. Objectivo: que até 2016 todas as novas construções respeitem a norma “zero carbono”. Para tal o executivo propõe um pequeno incentivo.: durante os próximos 3 anos essas construções ficam livres de despesas de notário. Uma ajuda pouco motivadora para os que esperavam apoios financeiros para lutar contra o aquecimento global.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Bush termina digressão sul-americana no México