Última hora

Última hora

Libertados europeus raptados na Etiópia

Em leitura:

Libertados europeus raptados na Etiópia

Tamanho do texto Aa Aa

Foram libertados na Eritreia os cinco europeus raptados há 12 dias na vizinha Etiópia. Os três cidadãos britânicos, uma anglo-italiana e uma francesa trabalhavam na embaixada britânica ou são familiares de diplomatas na capital etíope. Foram libertados durante a manhã no país vizinho e levados para a representação diplomática do Reino Unido na capital Asmara.

O anúncio foi feito pela ministra britânica dos Negócios Estrangeiros. Margaret Beckett afirma que os reféns receberam roupas limpas, comida e a visita de um médico para exames, mas, em termos gerais, encontram-se bem. Beckett agradeceu a ajuda da Eritreia e da Etiópia. No entanto, diz-se preocupada com o grupo de cidadãos etíopes raptados na mesma altura e de quem não há notícias.

Os cinco europeus foram raptados por homens armados, junto com oito etíopes, a 1 de Março a escassos 50 quilómetros da fronteira com a Eritreia. Visitavam a região de Afar, conhecida pelas suas paisagens vulcânicas e lagos salgados, mas também pelas populações nómadas, os grupos rebeldes e a tensão após a guerra Etiópia-Eritreia entre 1998-2000.