Última hora

Última hora

Berlusconi quer Endemol

Em leitura:

Berlusconi quer Endemol

Tamanho do texto Aa Aa

O império de Silvio Berlusconi prepara-se para comprar a Endemol. A Mediaset, gigante dos media controlado pelo antigo primeiro-ministro italiano, vai apresentar uma proposta, segundo confirmou com o presidente executivo Giuliano Adreani. A Endemol, produtora de televisão holandesa conhecida graças a “reality shows” como o Big Brother, é detida, em três quartos, pela espanhola Telefónica.

O grupo espanhol de telecomunicações anunciou na semana passada que iria vender esta participação. Prevê-se uma corrida às ofertas. No ano passado, a Endemol teve uma facturação de 1,1 mil milhões de euros, a subir cerca de 25%, com as receitas líquidas a subirem para quase 97 milhões.

O fundador da empresa, John de Mol, juntou-se à Mediaset nesta oferta. Ao mesmo tempo que se lança na aventura Endemol, a Mediaset afasta a intenção de comprar a segunda maior operadora de telefones fixos de Itália, a Fastweb. Adreani já disse que os telefones não são o negócio da Mediaset.

Se não são o negócio de Berlusconi, são certamente o núcleo duro da empresa suíça de telecomunicações Swisscom, que fez uma oferta de 3,7 mil milhões de euros. O grupo suíço quer assim lançar-se fora de portas, numa altura em que o mercado doméstico está a encolher.